segunda-feira, 12 de julho de 2010

O que? Dizer que não vivo sem você? Não, com certeza não. Eu, que não sou mais a menina que sonha com o príncipe encantado, já me acostumei com o fim do conto de fadas. Junto disso, descobri que amores não duram para sempre. E que também não dependemos de outros para viver. Esse é o bom da vida, a maior parte dela é só nós e nós. Então para que vou me jogar a seus pés quando o que você quer mesmo é ir?
Vá então. Leva contigo o meu adeus e o mais sincero me esqueça. Não vale a pena dizer palavras por desespero. As vezes, quando temos muito medo de perder algo com que nos importamos, acabamos agindo por impulso e dizendo asneiras. Pois bem, não farei isso. Muito menos farei outra cena que te induza a permanecer por perto.
Quando gostamos mesmo de alguém, não afastamos a pessoa. Ao contrário. Nos machucamos e continuamos sempre a insistir. Insistir para que as coisas deem certo. Insistir para ficar ao lado dela.
Quando a pessoa começa a criar motivos de briga e discordia, é porque ela quer partir e ponto. Não se briga a toa, não se faz mal a outro a toa. 
Se não é partir, é crueldade. Então que vá.

2 comentários:

Sayuri disse...

isso é verdade estou aprendendo da forma mais dificil...segue depois pra gente trocar algumas historias rsrsrsrsrsrsr

ANNA LUISA PIRES disse...

ameei seu blog, to seguindo aqi *-*

Postar um comentário