sexta-feira, 23 de abril de 2010

Gaveta dos Fundos

Sabe quando você procura algo que a muito tempo não vê ou usa e não encontra ? Você se descabela, xinga, esperneia, apela pra São Longinho e nada daquilo? Pior ainda, justo quando você mais precisa não está lá, onde você deixou.
As pessoas também são assim.
Se você as esquece, as deixa na 'gaveta dos fundos' criando fungos, elas se cansam e somem.Somem porque ninguém é obrigado a esperar por ninguém.Somem porque quando se é jogado pra escanteio, se tem vontade de sair de cena e não voltar.
Então um belo dia após deixar aquela pessoa em 'banho maria' por tanto tempos, você se lembra deça.Aliás, você precisa dela.Pra um desabafo, um conselho, um ombro amigo. Destrancada a caixinha empoeirada onde ela está, e...cadê? Sim, ela sumiu.Mas como? Você estava tão seguro de que ela permaneceria ali, quieta, intacta e imóvel a lhe esperar, mas não está.
O tempo a levou.Ela acordou pra vida e vio que não dava pra ficar ali parada enquanto o tempo passava.
Ou foi outro alguém. Alguém que abriu as portas daquela caixa, ajudou ela a sacudir a poeira do tempo parada e a fez viver novamente.Lembrou-a que a vida é movimento, ações, e não o estático.
Para você sobrou apenas a chave na mão,as lembranças e o vazio na gaveta.

Não deixe as pessoas de valor esperarem, não as esqueça, não as exclua, não as abandone. Ninguém deve esperar a boa vontade de ninguém, temos que mostrar diariamente que nos importamos, ou quando percebermos, estaremos vivendo das memórias com a pessoa, enquanto podiamos estar vivendo cada dia com ela.

1 comentários:

Giiga* disse...

aiin .-.
concordo,esquecer de pessoas q significam muito pra vc,as afastara eternamente :/
é ruim isso...

gostei do testo :)
fuça o meu ;*

Postar um comentário